Os 4 passos que transformaram o Vale do Silício na região mais inovadora do mundo

Da Redação

Por Da Redação

21 de março de 2017 às 15:12 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O Vale do Silício não se tornou a região mais inovadora do mundo por acidente. Um ciclo de quatro passos iniciado pelos fundadores da Fairchild Semicondutors, uma das primeiras empresas de tecnologia a adentrar a região, ainda na década de 1960.

Muitas das pessoas envolvidas na Fairchild se tornaram os precursores do que se tornou comum no Vale: investir em outras empresas de tecnologia e ajudar o crescimento de diversas ideias inovadoras.

O Vale é um local FANTÁSTICO. Para conhecê-lo, temos duas iniciativas. O primeiro é o Silicon Valley Conference, um evento que promete transformar São Paulo no Vale por um dia e o Silicon Valley Learning Experience, uma visita aos principais locais do Vale para falar com alguns dos grandes nomes da região.

Dá uma olhada nos quatro passos que proporcionaram o sucesso do Vale do Silício:

Passo 1: Ambição

O ciclo começa quando empreendedores procuram construir grandes empresas, escaláveis em suas comunidades locais. Para fazer isso, eles precisam ter interesse em crescer e viver por lá. A Fairchild, ao ser fundada na pequena cidade de Mountain View (dica: é a mesma do Google), assumiu esse comportamento. Vale lembrar, porém, que a maioria dos empreendedores não possuem essa ambição e não querem que suas empresas cresçam. É, também me surpreende, mas fazer o que….

Passo 2: Crescer, crescer, crescer

O segundo passo do ciclo acontece quando as empresas começam a obter sucesso. Isso requer acesso a empregados talentosos, financiamento e consumidores. Os empreendedores da Fairchild tiveram bastante sucesso com isso, obtendo talento e financiamento no começo da empresa, alcançando US$ 20 milhões de vendas em apenas três anos (e US$ 20 milhões no começo da década de 60 era muita coisa).

Passo 3: Comprometimento

Depois que a Fairchild foi comprada, os oito fundadores da empresam podiam ter usado o dinheiro para deixar a região de São Francisco e ir aproveitar uma aposentadoria ainda na juventude. Mas eles quiseram trilhar um novo caminho. E decidiram permanecer e ajudar a próxima geração de empreendedores, comprometendo-se, assim, com o fortalecimento da região e de novas tecnologias.

Passo 4: Reinvestimento

O passo final do ciclo ocorre quando fundadores de companhias de sucesso reinvestem em outros empreendedores e negócios. Os fundadores da Fairchild demonstraram de maneiras diferenças que isso pode acontecer: eles inspiraram funcionários a começarem novas companhias, como a Amelco e Intel. Além disso, foram alguns dos primeiros VCs da região e investiram em empresas como a AMD e mentoraram diversas.

Essas ações foram significativas para que novas companhias capitalizassem no sucesso da Fairchild e ajudou a transformar a região em um hub de inovação que ela é hoje.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

[php snippet=5]