O CEO do Netflix não possui nem escritório (e não é para ser igual o resto)

Avatar

Por Lucas Bicudo

14 de junho de 2018 às 09:17 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O CEO do Netflix Reed Hastings tem um patrimônio de US$ 1,29 bilhões, mas não tem nem escritório.

A razão não é um aceno em direção ao igualitarismo dentro do Netflix ou uma necessidade de se sentir no meio de seus empregados, mas sim que ele simplesmente não precisa e não quer um escritório. Quem confirma é o próprio, em entrevista para o The New York Times.

“Meu escritório é meu celular”, diz. “Um dia me toquei que eu mal usava meu escritório e que não havia necessidade de mantê-lo. É melhor para mim estar em contato com as pessoas por todo o prédio”.

Na entrevista com o Times, Reed encontrou o repórter na lanchonete do Netflix, onde ele se inclinou para trás e começou a “jogar fora respostas a perguntas como se fosse um dia na praia”.

Parte do motivo é proveniente do próprio trabalho como CEO, que demanda que Reed esteja sempre em movimento. O próprio já anunciou que passa no máximo 3 ou 4 noites em sua casa em Los Angeles por mês, já que compromissos internacionais sempre o colocam em um canto do mundo a cada semana.

Mas tem algo além por detrás de toda essa história. Estamos falando do CEO de uma das empresas que mais possuem visibilidade hoje no mundo. Ele bem que poderia ter um escritório para simplesmente… sei lá… Se encontrar com um repórter do The New York Times?

A luzinha vermelha de empreendedor de Reed sempre está ligada e ele considera que a atitude seria um desperdício de recursos, enquanto ele pode atingir os mesmos objetivos sem gastar esforços e dinheiro naquilo.

(via Business Insider)

Baixe já o aplicativo da StartSe
App StorePlay Store