Experimento do Google é um sucesso e a empresa tem novo adversário: a Uber

Da Redação

Por Da Redação

31 de agosto de 2016 às 11:25 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Em maio, o Google iniciou um teste em São Francisco com seus funcionários e de companhias selecionadas permitindo que usassem o Waze para encontrar caronas e dividir o preço de suas viagens ao trabalho. Isso foi um sucesso tão grande que a companhia está expandindo o programa para todos que moram em São Francisco.

E se isso novamente for um sucesso, para o mundo inteiro – tornando-se um grande concorrente de uma das startups mais valiosas do mundo: a Uber. Talvez por conta disso, o executivo da Alphabet (a holding que controla o Google) que participava do conselho da Uber, David Drummond, tenha renunciado à sua cadeira recentemente.

Isso funcionaria mais como um serviço para juntar duas pessoas indo para o mesmo lugar do que para permitir que pessoas usem esse serviço profissionalmente. Os preços deverão ser muito, muito baixos, apenas uma divisão justa de custos para quem dirige e quem está tomando a carona. O Google comprou a startup Waze em 2013 e começou a usar os dados coletados também no Google Maps – com a redundância, estimava-se que o Waze passaria a servir para outra coisa.

O projeto piloto era limitado a 25.000 funcionários de grandes empresas de tecnologia da região. E embora a abordagem das duas empresas seja diferente, o objetivo é o mesmo: carros autônomos. O Google planeja montar um serviço para que seus carros autônomos peguem as pessoas.

E aí sim é guerra declarada entre Google e a Uber. Ambas companhias tinham grande proximidade: a Uber chegou a receber um investimento de US$ 250 milhões diretamente do Google e Drummond sentava no conselho da companhia. A relação, porém, mudou recentemente e a Uber tem tentado se distanciar de vários produtos do Google, como o próprio Google Maps.

Mensagem do Editor
Ei, tudo bom?
Gostaria de agradecer pela visita! Meu nome é Felipe Moreno, sou editor-chefe do StartSe e, como muito de vocês, dono de uma (minúscula) startup de mídia.
E vou te fazer um pequeno convite: vamos bater um papo! É só se cadastrar aqui embaixo e eu vou te enviar alguns e-mails para você com o melhor do nosso conteúdo para te ajudar, seja você um empreendedor, funcionário, investidor ou apenas interessado neste maravilhoso mundo!
É um caminho de comunicação direto que nenhum outro portal oferece para seus leitores. E a intenção é construir uma comunidade vibrante que esteja preparada para todos os enormes desafios que virão. Vamos construir conhecimento e conteúdo juntos! Conto muito com a presença de vocês neste papo!
[php snippet=5]
E não é só isso! Você tem alguma sugestão de pauta? Quer conversar sobre sua startup? Assessora alguma empresa? Tem alguma dica que pode ajudar outros leitores? Quer ter a SUA matéria publicada no site?
O StartSe quer ouvir de VOCÊ, nosso leitor, o que precisamos fazer para melhorar cada vez mais o site! Deixamos o form abaixo para você, mas se quiser, basta mandar um e-mail para redacao@startse.com.br!
 [contact_bank form_id=3]
[php snippet=9]
E por último, não esqueçam de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook! Lá poderemos debater tecnologia, inovação, startups, empreendedorismo e criar um ambiente saudável de troca de opiniões e networking!