Apple está na corrida para fechar grande aquisição: McLaren ou Lit Motors?

Avatar

Por Lucas Bicudo

23 de setembro de 2016 às 10:21 - Atualizado há 5 anos

Logo Novo Curso

Transmissão exclusiva: Dia 08 de Março, às 21h

Descubra os elementos secretos que empresas de sucesso estão usando para se libertar do antigo modelo de Gestão Feudal de Negócios.

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Enquanto as gigantes do Vale do Silício estão se movimentando para ver quem sai na frente pela liderança do recente segmento de carros autônomos, as ambições da Apple ainda não estão claras a respeito do assunto.

Sabemos que existe o Project Titan, que está sob a liderança do executivo Bob Mansfield, e que até então prometia desenvolver seus próprios carros autônomos.

Mas mais do que isso, já é terreno desconhecido. No começo desse mês, o The New York Times relatou que dezenas de pessoas envolvidas no projeto foram demitidas, além de Mansfield ter transferido seus esforços para simplesmente desenvolver a tecnologia de piloto automático – e não montar um carro autônomo em si.

Agora, parece que a companhia está levando a sério a possibilidade de se aliar com uma montadora externa que produza os carros para ela.

Na última quarta (21), o Financial Times noticiou que a Apple poderia estar negociando uma parceria com a McLaren, que negou o fato, mas que também disse que há a possibilidade de ser vendida entre US$ 1,3 bilhão e US$ 1,9 bilhão para interessados.

Entretanto, nessa quinta (22) o The New York Times também divulgou que ambas as companhias estavam em conversando, além do interesse da Apple pela startup Lit Motors, uma montadora de motos elétricas que parecem com um carro inteligente. Uma série de engenheiros da startup já estariam debandando para Apple e uma possível aquisição estava na mesa, segundo o relatório.

Uma aquisição ou parceria estratégica com uma montadora como a Lit Motors ou McLaren faria todo o sentido para a Apple, que parece ter abandonado a ideia de construir dentro da casinha seus próprios veículos autônomos.

(via VanityFair)