Aplicativo que está revolucionando o mercado de ações tem novidades

Da Redação

Por Da Redação

29 de setembro de 2016 às 12:49 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Se existe um aplicativo que está revolucionando o mercado de ações nos Estados Unidos, ele se chama Robinhood – que permite que você compre e venda ações sem pagar nenhuma corretagem, mas apenas nos Estados Unidos. Isso é absolutamente revolucionário: aqui no Brasil já houve um buzz gigantesco quando a maior corretora do país, a XP Investimentos, decidiu eliminar a taxa de custódia.

Mas custódia é o que você paga para manter a ação. Corretagem é o que você paga para comprar ou vender a ação. Para um trader de bolsa, a taxa de corretagem é a real inimiga. Por isso, o Robinhood se tornou tão revolucionário. E agora, está lançando um serviço de assinatura mais revolucionário ainda: por US$ 10 mensais, você poderá deixar de lado os 3 dias de liquidação na bolsa americana e negociar suas ações 30 minutos antes e 2 horas depois que o mercado abrir – além de poder usar o dobro de dinheiro em uma operação alavancada, efetivamente dobrando o seu crédito.

A ideia da startup (que já recebeu investimentos de US$ 66 milhões, de alguns dos maiores investidores possíveis) é trazer traders veteranos para usar os serviços da companhia, fortalecendo o modelo original de monetização da companhia, que é receber juro sobre dinheiro parado nas contas dos usuários. “Robinhood Gold é para nosso produto como a Amazon Prime é para a Amazon”, disse o co-CEO do Robinhood, Baiju Bhatt, que acredita que isso fará o serviço muito melhor para quem já usa o aplicativo.

A vantagem de poder negociar ações antes da abertura do mercado e depois do fechamento dele, antigamente, só era reservada para grandes investidores institucionais – uma das injustiças de Wall Street. Com o Robinhood, agora ela está disponível para todos. Porém, o interessante mesmo é o aumento do poder de alavancagem, que Bhatt acredita ser um “basicamente um cartão de crédito para o mercado de ações”. E se você quiser crescer o limite, basta pagar uma assinatura mais cara ainda.

O Robinhood é uma das startups mais quentes do mercado americano e que estão mudando setores tradicionais – e recebeu investimento de Andreessen Horowitz, Google, Slow Ventures e até de celebridades como Snoop Dogg e Jared Leto. Ela foi fundada em 2013 por dois alunos de Stanford, a universidade mais inovadora do mundo, e já tem um milhão de usuários.

Aliás, crescimento é o que ela vai apresentar de agora em diante: o gráfico de crescimento se parece mais com um bastão de hockey do que qualquer outra coisa. A companhia já gerenciou US$ 12 bilhões em transações e salvou US$ 200 milhões em comissões. A ideia agora é montar um produto de web para complementar sua estratégia mobile e adicionar novas ferramentas para o Robinhood Gold.

[php snippet=5]
E não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook!