Amazon, Apple, Google e Facebook desaparecerão em 50 anos, diz professor

Ele acredita que, apesar dos números, as empresas não sobreviverão à rapidez do mercado

0
shares

Scott Galloway é professor de marketing na New York University’s Stern School of Business. Ele é fundador de nove empresas, inclusive o e-commerce Red Envelope, um dos primeiros e-commerces da internet. Neste mês, lançou um livro: “The Four”. Em seu livro, Galloway descreve as estratégias das quatro empresas e como aplicá-las em outros negócios.

Em entrevista para a MarketWatch, Galloway disse uma frase polêmica: ele acredita que as empresas desaparecerão dentro de 50 anos. Como exemplo, ele cita o MySpace, uma finada rede social que teve seus dias de ascensão há 10 anos atrás, chegou a ser popular.. e morreu.

Galloway afirma que das Top 100 empresas de 100 anos atrás, só 11 sobreviveram. Por isso, ele acredita que, com o ciclo de negócios cada vez mais rápido, uma criança que nasceu hoje verá o desaparecimento dessas empresas.

A Amazon em destaque

A curto prazo, ele enxerga a Amazon, Apple, Google e Facebook crescendo. A visão é totalmente contrária da que ele possui à longo prazo. Entre as empresas citadas, para ele a que possui a maior chance de sobrevivência é a Amazon, que está ultrapassando as concorrentes em vários níveis.

O autor aposta na Amazon pois ela compete com as empresas em diversas áreas, trazendo resultados satisfatórios. A Amazon compete com o Google na área de pesquisa, mas mesmo essa área cresceu de 44% em 2015 para 55% em 2016. Ele também cita que o grupo de mídia da varejista – Amazon Media Group - é menor que o Google e Facebook, mas está crescendo mais rápido que as concorrentes.

O hardware tecnológico mais inovador de 2016 foi o Echo, da Amazon, ultrapassando o Apple Watch e Pods. Na questão de voz e inteligência artificial, o professor também acredita que a Alexa, da Amazon, é superior à Siri da Apple. A concorrência ainda vai além: Galloway enxerga a lógica da Apple ser a primeira a ter o valuation de US$ 1 trilhão, mas ainda acredita que a Amazon possa ultrapassá-la.

O quinto cavaleiro

Galloway descreve as empresas como “as quatro cavaleiras”. Atualmente, ele acredita que a quinta cavaleira é a Microsoft, mas também acredita no potencial da Netflix. No momento, a Amazon compete até mesmo com o serviço de streaming, investindo US$ 4,5 bilhões em conteúdo original de televisão enquanto a Netflix investiu US$ 6 bilhões – por sentir a presença da Amazon atrás deles.

A Amazon é uma grande empresa que se consagrou como varejista e, agora, está presente em outras áreas. Seja qual for a área, ela usa a tecnologia como aliada e alavancou seus negócios usando soluções com tecnologia inclusive no varejo.

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários