Google anuncia App Maker, para construção de aplicativos

O uso típico para esses tipos de aplicativos são soluções de rastreamento de tempo, pedidos e inventário

0
shares

O Google anunciou hoje o lançamento do App Maker, a entrada mais recente no mercado de construção de aplicativos de baixo código. Como seus concorrentes da Microsoft e várias startups, o Maker promete tornar mais fácil para qualquer pessoa desenvolver rapidamente aplicativos básicos que atendam a um propósito específico dentro de uma organização.

O novo serviço é baseado na nuvem e basta você arrastar e soltar componentes para criar a interface do usuário e preenchê-lo com dados de aplicativos do G Suite, Google Maps, Contatos e praticamente qualquer serviço que ofereça uma API. Esses aplicativos são executados na mesma infraestrutura em que os aplicativos do Google e os administradores de TI também podem gerenciá-los exatamente como o Gmail, por exemplo.

O uso típico para esses tipos de aplicativos são soluções de rastreamento de tempo, pedidos e inventário - essencialmente qualquer problema dentro de uma empresa que pode ser facilmente digitalizado.

A vantagem aqui, argumenta o Google, é que os usuários não terão que se preocupar com qualquer infraestrutura subjacente (a palavra-chave é "sem servidor") ou com a contratação de um desenvolvedor. Usuários que querem ir mais fundo, conseguem fazer isso graças ao editor de scripts.

O App Maker está agora disponível através do Programa Early Adopter do Google para o G Suite Business. Agora, todos podem desenvolver seus aplicativos e startups - aprenda a tirar suas ideias do papel através do curso Startup de A à Z, promovido pelo StartSe.

(via TechCrunch)

Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo!

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários