São Paulo é uma das 50 melhores cidades para empreendedorismo feminino

João Ortega

Por João Ortega

15 de julho de 2019 às 12:57 - Atualizado há 1 ano

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

São Paulo está entre as 50 melhores cidades para mulheres empreenderem. O levantamento foi feito pela Dell e apresentado no encontro anual Dell Women Entrepeneur Network, que acontece em Cingapura entre os dias 14 e 16 de julho. A capital paulista foi a única brasileira a figurar na lista, no 45º lugar, três posições atrás de Lima, no Peru, a outra cidade sul-americana presente.

O ranking leva em conta cinco pilares: mercado, talentos, capital, cultura e tecnologia. Sob cada um deles, são analisadas políticas públicas e privadas que fomentem o empreendedorismo feminino.

O levantamento verificou que todas as 50 cidades melhoraram a proporção de mulheres em cargos de tecnologia da informação, por exemplo. No entanto, apenas 6 das cidades – São Paulo não inclusa – aumentou a frequência de eventos de negócios para mulheres no último ano.

Apesar de estar na lista, São Paulo perdeu três posições em relação ao ano passado. Na América Latina, estão presentes também Cidade do México (29ª) e Guadalajara (46ª), além da capital peruana. Os primeiros lugares do ranking ficaram com a baía de São Francisco (uma das cidades que compõe o Vale do Silício), Nova York e Londres.

“Falta de investimentos, alto custo de vida, baixa representatividade feminina em papéis de liderança e falta de políticas públicas que deem suporte a mulheres empreendedoras estão entre as principais barreiras, globalmente”, afirma o estudo.