Mais duas estações do metrô de São Paulo testam pagamento por QR Code

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

7 de outubro de 2019 às 15:34 - Atualizado há 8 meses

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

As estações Largo 13 e Giovanni Gronchi, da Linha 5-Lilás do metrô de São Paulo, agora aceitarão pagamento das passagens através de QR Code. As passagens poderão ser adquiridas pelo aplicativo VouD, que aceita cartão de crédito como forma de pagamento. A iniciativa será válida até o dia 18 de outubro.

Para validar um bilhete comprado pelo aplicativo, os passageiros deverão apenas encostar o celular com o código no leitor, como fariam com o Bilhete Único. As passagens com QR Code também serão vendidas em máquinas de autoatendimento, no cartão de débito. Elas serão impressas com o QR Code.

As vendas dos bilhetes com QR Code estarão disponíveis das 10 horas às 16 horas (de 7 a 12 de outubro) e das 8 horas às 20 horas (de 13 a 16 de outubro).

As estações Largo 13 e Giovanni Gronchi, operadas pela concessionária Via Mobilidade, agora integram um teste que já estava sendo realizado na capital. No dia 4 de setembro, as estações do metrô São Judas (Linha 1-Azul), Paraíso (Linhas 1-Azul e 2-Verde) e Pedro II (Linha 3-Vermelha) começaram a aceitar os bilhetes com QR Code.

Já a CPTM está realizando os testes nas estações Autódromo (Linha 9-Esmeralda), Tamanduateí (Linha 10-Turquesa), Dom Bosco (Linha 11-Coral) e Aeroporto-Guarulhos (Linha 13-Jade). A iniciativa também será até o dia 18 de outubro.

Até o dia 10 de setembro, quando completou uma semana dos testes, 21,8 mil bilhetes com QR Code haviam sido vendidos na capital paulista. O objetivo é de trazer mais praticidade e de reduzir custos com a emissão de bilhetes e cartões. A iniciativa permite a popularização, no Brasil, de uma iniciativa de pagamento simples e eficaz muito presente na China – lá, os QR Codes são mais populares do que os cartões.