Startup chinesa que conecta fazendas a restaurantes mira aporte de US$ 500 milhões

João Ortega

Por João Ortega

12 de julho de 2019 às 08:25 - Atualizado há 2 anos

Logo Novo Curso

Transmissão exclusiva: Dia 08 de Março, às 21h

Descubra os elementos secretos que empresas de sucesso estão usando para se libertar do antigo modelo de Gestão Feudal de Negócios.

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A Meicai, startup chinesa que conecta fazendeiros a restaurantes, está levantando investimentos e mira um aporte de US$ 500 milhões. As informações foram levantadas por fontes da Bloomberg.

Com o investimento – que não foi confirmado oficialmente – a empresa alcançaria uma avaliação entre US$ 10 bilhões e US$ 12 bilhões. O seu crescimento está ligado à demanda por alimentação fresca na China, que se tornou um padrão inclusive no novo varejo, e à fragmentada cadeia de distribuição de alimentos.

Embora o e-commerce, na China, tenha grande penetração no consumidor final, a logística entre fornecedores e varejistas – no caso, restaurantes – ainda tem grande espaço para crescer. Neste cenário, a Meicai surge como o principal player. O aplicativo permite que estabelecimentos comprem a comida fresca direto das fazendas, cortando intermediários, acelerando o processo e promovendo uma alimentação mais fresca aos clientes.

A provável rodada de investimentos não será a primeira nem a maior da startup que foi fundada em 2014. A Meicai, com sede em Pequim, já levantou quase US$ 800 milhões e hoje é avaliada em mais de US$ 7 bilhões. Sua base de clientes tem cerca de 10 milhões de restaurantes em 100 cidades.