Cubo e Kroton firmam parceria focada em startups de educação

Avatar

Por Isabela Borrelli

20 de junho de 2018 às 10:41 - Atualizado há 2 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

O Cubo Itaú anunciou parceria com a Kroton para fundar o Cubo Education, iniciativa que tomará forma principalmente na nova sede do Cubo, que terá tamanho 4 vezes maior que atual e será inaugurada no segundo semestre.

“Precisávamos nos aproximar das edtechs, mas não tínhamos como fazer isso. Por isso, fizemos a parceria com o Cubo e vamos ser o patrocinador oficinal da vertical de educação na nova sede”, afirmou Rodrigo Galindo, CEO da Kroton. O novo espaço do Cubo contará com espaço para até 210 startups e terá cada um dos 12 andares dedicados a verticais de negócios.

Dessa forma, a Kroton será responsável por um andar inteiro no novo prédio do Cubo, dedicado exclusivamente ao fomento de edtechs. O espaço contará com estúdios audiovisuais e salas de aula pensadas para analisar e testar novas metodologias e formatos de ensino, que também será usufruído por alunos da Kroton e executivos.

O CEO deixa claro que a dedicação da Kroton não ficará somente no investimento (sem valor revelado): “Todos os executivos da Kroton terão expedientes dentro do Cubo. Isso vai permitir que a gente sempre seja cutucado sobre o que uma startup pode fazer [tanto em inovação quanto agilidade nos processos]. Todo mundo sai ganhando: as startups, a Kroton, o Cubo e a sociedade como um todo”.

Além da infraestrutura, o Cubo Education tem planos de fortalecer ainda mais o ecossistema de startups fornecendo cursos de empreendedorismo para os alunos. Essas disciplinas abordarão temas como os processos de criação do ecossistema, concepção de ideias até o desenvolvimento de um pitch, etc. “Nosso foco é o sucesso dos alunos […], vamos oferecer ferramentas para que eles expressem a criatividade e a veia empreendedora”, revelou Felipe Amaral, diretor de Inovação e Analytics da Kroton.

Para Carlos Safini, vice-presidente de Tecnologia e Transformação Digital da Kroton, o projeto gira em torno de duas métricas principais: conectar o ecossistema e impactar o maior número de alunos possível. “Os ecossistemas que estão conseguindo evoluir são os que estão trabalhando junto com seus parceiros”, afirmou.

Baixe já o aplicativo da StartSe
App StorePlay Store