Fundación MAPFRE premia startups dos Prêmios à Inovação Social

Conteúdo Patrocinado

Por Conteúdo Patrocinado

23 de outubro de 2018 às 10:40 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Aconteceu na última quarta-feira (17), em Madri, a final da primeira edição dos Prêmios Fundación MAPFRE à Inovação Social, criados para incentivar o ecossistema de startups e promover soluções de grande impacto social. Empresas do Brasil, demais países da América Latina e da Europa puderam inscrever seus projetos em três categorias: Melhora da saúde e Tecnologia digital, Mobilidade e segurança viária e Inovação seguradora.

Com sede na Espanha e atuação em 29 países, a Fundación MAPFRE é uma instituição sem fins lucrativos, que promove e investe em atividades de interesse geral da população. Os vencedores da primeira edição dos Prêmios foram escolhidos por um júri de especialistas em inovação social, que avaliou aspectos técnicos, econômicos e organizacionais. Conheça as startups selecionadas:

Melhora da saúde

A vencedora nesta categoria foi a MJN Neuroserveis, da Espanha. A startup está trabalhando há mais de 4 anos um acessório de ouvido capaz de avaliar o risco de crises de epilepsias a qualquer momento.  O MJN-SERAS, da foto abaixo, é o primeiro dispositivo médico vestível que registra atividades cerebrais usando Inteligência Artificial, registrando as informações em um aplicativo via Bluetooth e enviando alertas para contatos do paciente. Cada headset é projetado em centros especializados em aparelhos auditivos e é impresso em material 3D para garantir um ajuste perfeito.

Aparelho Tecnologico

Inovação seguradora

A Comunidade 4UNO, do México, foi a vencedora na segunda categoria. A startup tem como objetivo melhorar o trabalho e as condições de vida das empregadas domésticas e outros funcionários como motoristas, jardineiros, babás e seguranças, por meio da inclusão financeira. Para isso, criou em 2014 um sistema com pacotes de planos de saúde e fundo de aposentadoria para esses profissionais.

O cliente pode escolher entre quatro planos disponíveis para seus funcionários. Para assinar, basta entrar no site e fazer o pagamento online. Em caso de acidentes ou de necessidades de consultas médicas, é possível acionar as clínicas ou hospitais rapidamente. Além disso, pelo aplicativo, é possível fazer as solicitações e acompanhar o status de cada funcionário.

Mobilidade e segurança viária

A Scoobic, startup espanhola vencedora, oferece um veículo ágil, rápido e silencioso para entregas de mercadorias. O automóvel, ilustrado na foto abaixo, é 100% elétrico, tem autonomia de 8 horas, suporta uma grande capacidade de carga e não emite poluentes. Além disso, integra um sistema de aspiração de partículas em suspensão , capaz de tornar o ar mais limpo. Cada uma das unidades também incorpora um desfibrilador, o que torna este veículo também um instrumento projetado para salvar vidas.

SCC BOT

Bot

Cada uma das vencedoras receberá um prêmio de 30 mil euros para seguir no desenvolvimento de seus projetos. “Hoje conhecemos os três vencedores, mas nossa grande satisfação é saber que existem diversas pessoas comprometidas em construir um mundo mais justo, inclusivo e igualitário. Com o sucesso desta edição, temos confiança de que a próxima será ainda melhor”, disse Wilson Toneto, CEO da MAPFRE no Brasil e representante da Fundación MAPFRE no país.

A primeira edição recebeu 462 inscrições de projetos criados por cientistas, pesquisadores, empresários, estudantes de universidades e escolas de negócios. Entre as brasileiras que participaram da final estavam a Beaba, que tem como objetivo desmistificar o câncer dando informações, de maneira clara e lúdica, sobre o tratamento para crianças, adolescentes e seus acompanhantes; a Pluvi.on, que oferece uma solução de previsão do tempo até quatro vezes mais precisa que o mercado; e a Zumpy, que conecta pessoas com rotas compatíveis por meio de um aplicativo.

Fotos: Fundación MAPFRE