Meituan Dianping define preço de IPO em Hong Kong e valuation pode chegar até US$ 55 bi

A Meituan, que já é uma das empresas de internet mais valiosas da China, pode levantar até US$ 4 bilhões, dependendo da demanda por ações adicionais

Avatar

Por Lucas Bicudo

3 de setembro de 2018 às 14:21 - Atualizado há 1 ano

A Meituan Dianping definiu uma faixa de preço de HK$ 60 a HK$ 72 por ação para seu IPO em Hong Kong, sob um valuation de até US$ 55 bilhões. A Meituan, que já é uma das empresas de internet mais valiosas da China, pode levantar até US$ 4 bilhões, dependendo da demanda por ações adicionais.

A empresa está discutindo uma avaliação de US$ 46 bilhões a US$ 55 bilhões e está planejando garantir um total de US$ 1,5 bilhão de cinco grandes investidores, incluindo a Tencent e a gestora global de ativos Oppenheimer Funds. No negócio, a Tencent colocaria US$ 400 milhões e a Oppenheimer US$ 500 milhões. Outros investidores incluem os fundos Lansdowne Partners (US$ 300 milhões), Darsana Master Fund LP (US$ 200 milhões) e o conglomerado estatal chinês China Chengtong Holdings Group (US$ 100 milhões).

A empresa planeja usar o processo para atualizar sua tecnologia, desenvolver novos serviços e produtos e buscar aquisições, entre outras coisas, de acordo com o arquivamento do IPO. A Meituan também é – depois da Xiaomi – a mais recente empresa com uma estrutura acionária de duas classes para solicitar uma listagem em Hong Kong, sob as novas regras da cidade, projetadas para atrair empresas de tecnologia.

No entanto, no final de julho, a Hong Kong Exchanges and Clearing (HKEX), operadora da bolsa de Hong Kong, disse que adiaria as mudanças que permitiriam às empresas deter ações com mais direitos de voto, já que era necessário mais tempo para os investidores se habituarem a recentes mudanças de regras.

Fundada em 2010 pelo empresário Wang Xing, a Meituan concluiu uma fusão de US$ 15 bilhões com a Dianping em 2015. Ela oferece uma ampla gama de serviços, incluindo bilheteria de filmes, entrega de alimentos, reservas de hotéis e viagens, além de uma plataforma de ride-hailing. As concorrentes incluem a plataforma de entrega de alimentos Ele.me, que acabou de ser investida pela Alibaba, e a Didi Chuxing, apoiada pelo Softbank.

O Bank of America Merrill Lynch, o Goldman Sachs e o Morgan Stanley são outros interessados no IPO da Meituan. China Renaissance é o consultor financeiro.

(via South China Morning Post)

StartSe de olho na China!

A StartSe traz para São Paulo o China Day Conference, evento completamente focado em discutir pontos como esses com maior profundidade! Se você quer saber ainda mais sobre a China, não deixe de conferir nossa semana de imersão por lá, liderada por Ricardo Geromel.

Baixe já o aplicativo da StartSe

 

App StorePlay Store