China tem reconhecimento facial que monitora estudantes a cada 30 segundos

Da Redação

Por Da Redação

21 de Maio de 2018 às 10:47 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Sabe qual o principal fator que vem transformando a China nas últimas décadas? A educação do povo. Os chineses não medem esforços para melhorar o desempenho dos estudantes do país – e agora estão testando uma nova tecnologia de reconhecimento facial para monitorar o comportamento das crianças e adolescentes.

A cada 30 segundos uma câmera analisa o rosto dos estudantes da Escola Número 11 de Hangzhou e categoriza eles entre “feliz”, “irritado”, “com medo”, “confuso” ou “raivoso”. Ele também consegue ver se os estudantes estão escrevendo, lendo, elevando a mão ou dormindo em suas mesas.

Tudo isso ajuda a metrificar o desempenho deles e ver se eles estão performando bem, interessados na aula – e descobrir o que pode ser usado para melhorar o ensino. Com esse tipo de informação, os chineses podem melhorar o desempenho de cada aluno individualmente, sabendo quais partes ele esteve confuso, suas aptidões e conseguem guiar as crianças e adolescentes para profissões mais condizentes com seus interesses e habilidades.

Esse sistema também faz a chamada para os professores e usa o rosto para pagar por almoços na cantina e pegar livros na biblioteca do colégio. Dessa forma, garante-se o funcionamento mais correto e eficiente possível da escola. Não há temores pela privacidade dos estudantes, pois as informações deles são salvas em servidor local, e não na nuvem, de acordo com um dos diretores da escola.

Esse é um avanço significativo para a Nova Economia. Poder metrificar e usar dados para melhorar o desempenho de ambientes físicos pode fazê-los cada vez mais produtivos – garantindo um ganho de produtividade enorme. Produzimos um especial sobre a Nova Economia e como surfar nela, ganhando dinheiro e empreendendo. Clique aqui e confira.