BYD, chinesa investida por Warren Buffet, quer lançar carros autônomos em até 3 anos

Avatar

Por Lucas Bicudo

5 de setembro de 2018 às 15:31 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 16 a 19/Nov, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

A BYD, principal fabricante de veículos elétricos da China, pretende lançar seus primeiros carros autônomos em três anos, em parceria com a gigante de Internet Baidu.

Wang Chuanfu, presidente da BYD, disse que depois de garantir uma pole position no setor de carros elétricos, agora planeja focar a atenção na construção de veículos inteligentes, ou o que ele descreveu como “super smartphones sobre rodas”.

“Como a indústria automobilística torna os carros novos mais inteligentes, grandes mudanças ocorrerão no dia a dia das pessoas”, disse ele em uma conferência de desenvolvedores em Shenzhen, nessa quarta-feira (05). “A nova era de veículos inteligentes chegou e, em 2035, eles vão dominar as ruas.”

Wang não elaborou o número de carros autônomos que a BYD pretende fabricar inicialmente.

Com participação parcial de Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, a BYD foi criada na década de 1990, inicialmente como fabricante de baterias. Foi em 2003 que entrou no setor automobilístico.

Em abril de 2018, ela se juntou à plataforma “Project Apollo”, lançada pelo Baidu no ano passado, e que é uma das maiores e mais diversificadas alianças de condução autônoma do mundo.

Os veículos inteligentes, também conhecidos como carros da Internet, usam as mais recentes tecnologias, como Inteligência Artificial, mapas GPS e outras funções normalmente encontradas em smartphones, para oferecer navegação, entretenimento e serviços relacionados de valor agregado, incluindo informações sobre manutenção, para motoristas e passageiros. Utilizando sistemas avançados de assistência ao motorista (ADAS) e outros equipamentos de detecção tão sofisticados, os carros autônomos são capazes de navegar sem intervenção humana.

O presidente da Baidu, Zhang Yaqin, disse que o “Qin Pro” da BYD – um plug-in híbrido, que deve chegar ao mercado este mês – será usado para testar a plataforma Apollo.

“É um plano ambicioso para produzir em massa carros autônomos em apenas três anos”, disse Cao Hua, sócio do grupo de investimentos Unity Asset Management. “A eletrificação e a digitalização são certamente o futuro da indústria automobilística e a BYD definitivamente quer assumir uma posição de liderança”.

A Baidu e seus concorrentes de Internet, Alibaba e Tencent, estão acelerando o desenvolvimento de veículos da próxima geração.

A BYD registrou um lucro líquido de 479 milhões de yuans (US$ 70 milhões) no primeiro semestre deste ano, uma queda de 72% em relação ao ano anterior. Ela vendeu 75.800 novos veículos elétricos de janeiro a junho, um aumento de 121% no período.

No ano passado, Wang anunciou as ambições da BYD de criar um novo gigante corporativo de energia, com vendas de um trilhão de yuans até 2025, mais de nove vezes sua receita no ano passado.

(via South China Morning Post)

StartSe de olho na China!

A StartSe traz para São Paulo o China Day Conference, evento completamente focado em discutir pontos como esses com maior profundidade! Se você quer saber ainda mais sobre a China, não deixe de conferir nossa semana de imersão por lá, liderada por Ricardo Geromel.

Baixe já o aplicativo da StartSe

App StorePlay Store