ByteDance, startup mais valiosa do mundo, investe em ‘Wikipedia chinesa’

João Ortega

Por João Ortega

20 de agosto de 2019 às 12:32 - Atualizado há 1 ano

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A chinesa ByteDance, considerada a startup mais valiosa do mundo, investiu RMB 8,1 milhões (cerca de US$ 1,1 milhão) na enciclopédia online Hudong Baike (ou baike.com). Agora, a startup é dona de 22% do capital do site. Na China, a Wikipedia é bloqueada em todas as línguas, o que torna este mercado mais fragmentado que no ocidente.

Assine a newsletter Conexão China e receba conteúdo exclusivo semanal sobre a maior potência inovadora do Oriente!

Com o investimento, a Bytedance aumenta a concorrência direta com a Baidu, que tem a enciclopédia online Baidu Baike. Recentemente, a Bytedance lançou o Toutiao Search, ferramenta de buscas na rede como o Google, que é o serviço pelo qual o Baidu é mais conhecido no país. Ele integra o Jinri Toutiao, agregador de notícias da startup.

Atualmente, a Baidu Baike é a líder do setor no país com 130 milhões de visualizações diárias, com a Hudong Baike bem atrás no segundo lugar (9 milhões de pageviews por dia). No entanto, o Baidu está perdendo relevância como marca e já não está entre as cinco maiores empresas da internet chinesa. A ByteDance, por sua vez, vem crescendo para além do TikTok, aplicativo de vídeos curtos pelo qual é mais conhecida.

A ferramenta de pesquisas da ByteDance, que mostra conteúdo da Hudong Baike nos resultados, conta com uma equipe de peso por trás para aumentar sua fatia no mercado. A startup contratou para o Toutiao Search ex-funcionários do Google, do Bing (Microsoft) e do próprio Baidu.