BMW se une à Tencent para acelerar comércio de carros autônomos na China

João Ortega

Por João Ortega

19 de julho de 2019 às 17:40 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A BMW vai montar um centro de computação em conjunto com a Tencent com o objetivo de acelerar a comercialização de veículos autônomos na China. A expectativa é que a partir de 2021 a fabricante alemã inicie a produção em massa do modelo autônomo L3 no país.

Fique sempre atualizado sobre o ecossistema de inovação chinês: assine a newsletter Conexão China

O centro de computação será estabelecido em Tianjin, no nordeste do país. A BMW também anunciou nesta segunda-feira (15) uma parceria com a NavInfo, provedora chinesa de navegação em mapas HD para carros autônomos.

Desde o ano passado, a BMW tem iniciativas para entrar no mercado de veículos autônomos na China. Em maio de 2018, a empresa recebeu uma licença para testar os carros no distrito de Xangai, sendo a primeira marca estrangeira a obter o documento. Quatro meses depois, iniciou a parceria com a Tencent para desenvolver tecnologias relacionadas à infraestrutura, segurança da informação e sistemas de entretenimento de bordo.

“No último ano, a cooperação entre Tencent e BMW se aprofundou, o que prova o reconhecimento da força tecnológica da Tencent nos campos de computação na nuvem, big data, segurança e inteligência artificial”, afirmou Dowson Tang, presidente da divisão de indústria inteligente da empresa chinesa.

As pesquisas da Tencent em relação à direção autônoma iniciaram em 2016. Ela estabeleceu parcerias tecnológicas nesta área com diversos fabricantes de veículos da China, como FAW, Geely e GAC.

Este artigo é uma adaptação do Technode, um portal de notícias sobre tecnologia da China e parceiro da StartSe.