BMW planeja lançar serviço de corridas por aplicativo na China em dezembro

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

21 de novembro de 2018 às 17:45 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A BMW planeja lançar um serviço de corrida por aplicativo (também chamado de ride-hailing) na China em dezembro deste ano. A montadora alemã é a primeira a obter essa licença no mercado emergente oriental, segundo a Reuters.

De acordo com a BMW, a licença foi obtida em Chengdu, capital da província chinesa Sichuan. A montadora já havia informado em outubro deste ano que aumentaria sua presença no país através de uma maior participação na Brilliance China Automotive Holdings de 50% para 75%.

Com a iniciativa, a BMW adentra em um enorme mercado, mas que é dominado por apenas uma empresa – a DiDi Chuxing, que adquiriu a 99 em janeiro deste ano. Entretanto, a atuação da DiDi foi ameaçada ainda neste ano após dois assassinatos acontecerem em seu serviço de carona.

Com isso, a DiDi passou a gravar viagens como medida de segurança e pode ter aberto espaço para grandes competidores entrarem no país. Algumas das medidas também foram adotadas pela 99 no Brasil.

A Daimler – dona da Mercedes-Benz – já havia expressado o interesse de adentrar no setor de ride-hailing chinês através de uma parceria com o Geely Group. Neste ano, as próprias Daimler e BMW uniram seus serviços de compartilhamento de carros, estacionamento, ride-hailing e transporte multimodal.