Alibaba quer liderar desenvolvimento da próxima geração de carros inteligentes

João Ortega

Por João Ortega

10 de janeiro de 2020 às 15:01 - Atualizado há 7 meses

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

O grupo chinês de tecnologia Alibaba anunciou nesta quarta-feira (8) uma parceria com a joint venture FAW para desenvolver a nova geração de carros inteligentes. Com a chegada do 5G na China a partir de 2019, a expectativa do mercado é que a maioria dos veículos, no futuro próximo, sejam conectados à rede de alta velocidade, integrados a outros dispositivos e aplicativos e tenham ferramentas que melhorem a experiência dos usuários.

Assine a newsletter Conexão China e receba conteúdo exclusivo semanal sobre a maior potência inovadora do Oriente!

FAW é um empreendimento criado pelo governo da China junto às fabricantes automobilísticas Volkswagen, Toytota e Mazda. A parceria com a Alibaba envolve a plataforma de redes de mobilidade Banma, criada pelo grupo chinês para desenvolver aplicações de veículos inteligentes, e o AliOS, sistema operacional para carros conectados.

De acordo com estimativas da gigante da tecnologia, um milhão de veículos já utilizam o sistema operacional AliOS. A aliança com a Alibaba vai impactar diversas áreas da FAW , como marketing, serviços ao cliente, pesquisa e desenvolvimento, blockchain e mapas digitais.

A infraestrutura de redes 5G é essencial no desenvolvimento de carros inteligentes. Além de promover uma velocidade até 100 vezes maior do que o 4G, a conexão promete diminuir significativamente a latência (tempo de reação de um dispositivo após um comando na outra ponta). Neste, a baixa latência é essencial para garantir a segurança dos passageiros dentro de veículos conectados – especialmente quando se trata de direção autônoma, uma das principais tecnologias a ser desenvolvida pela parceria.

De acordo com o Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China, o objetivo é que, até 2025, 30% de todos os carros vendidos no país sejam “conectados e inteligentes”. Concorrentes da Alibaba, como Tencent e Baidu, também realizam parcerias com players do mercado automobilístico para se alinharem a esta tendência do mercado.

Missão China da Startse: venha aprender com os líderes de negócios que usam a tecnologia para revolucionar o mundo dos negócios