Alibaba usa inteligência artificial para garantir saúde e produtividade de abelhas

João Ortega

Por João Ortega

30 de setembro de 2019 às 16:56 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Alibaba é conhecida por ser um império do e-commerce na China, mas as tecnologias que a empresa desenvolve afetam diversas outras indústrias. A divisão de agricultura da companhia, por exemplo, criou uma solução com inteligência artificial para a apicultura. Segundo o portal KrAsia, o programa é capaz de garantir a saúde e a segurança das abelhas e, como resultado concreto, aumentou a produção de mel em 20% quando utilizado.

Decodificando a China: o curso com tudo o que você precisa saber para fazer negócios com o maior parceiro comercial do Brasil

O sistema inteligente monitora e ajusta automaticamente a temperatura e umidade das colmeias, tornando o ambiente otimizado para que as abelhas se mantenham saudáveis, produtivas e aptas a reproduzir. Além disso, o programa da Alibaba consegue contabilizar quantos insetos saem das colmeias e quantos retornam todos os dias, dando maior controle ao apicultor.

Hoje, um dos maiores desafios da apicultura na China é a gestão de culturas com diversas colmeias, em que se faz necessário garantir cada uma tenha quantidade de flores próximas proporcional ao número de abelhas que vive nela. A inteligência artificial da Alibaba permite administrar estes parâmetros com base em dados.

Abelhas fazem parte da pauta global do meio-ambiente, especialmente após 2016, quando a espécie foi colocada na lista de animais em extinção por um órgão norte-americano. Atualmente, estima-se que um terço de toda a alimentação mundial venha direta ou indiretamente de vegetais polinizados por abelhas.

Para resolver o problema, diversos protótipos de “abelhas-robôs” (ideia que aparece também na série Black Mirror) foram desenvolvidos por cientistas, inclusive de Harvard. No entanto, utilizar a tecnologia para salvar abelhas reais, como a Alibaba se propõe, pode ser um caminho mais viável e menos invasivo ao meio ambiente.