Didi, dona da 99, testa anúncios dentro de carros na China para ampliar receita

Startups de mobilidade têm dificuldade em encontrar modelo de negócio lucrativo e buscam fontes alternativas de faturamento

0
shares

A Didi, startup de motoristas por aplicativo, está testando uma nova fonte de receita durante as corridas: anúncios. Tablets visíveis aos passageiros no banco traseiro apresentam conteúdo de marcas durante o trajeto de alguns veículos na cidade de Xangai, na China. A estratégia da empresa, que é dona da brasileira 99, visa encontrar um modelo de negócio lucrativo, o que ainda não aconteceu na maioria das startups do setor (como o Uber, que ainda dá prejuízo ano após ano).

Assine a newsletter Conexão China e receba conteúdo exclusivo semanal sobre a maior potência inovadora do Oriente!

Não há custos adicionais aos motoristas que receberem os tablets em seus veículos. Além de anúncios, os dispositivos mostram o percurso da corrida, avisos de segurança, recomendações de restaurantes e outros conteúdos de interesse dos passageiros.

De acordo com fontes da Didi ouvidas pela imprensa local, no entanto, os testes devem durar pouco tempo, pois não servem como validação real do potencial desta fonte de receita. Anunciantes demonstraram pouco interesse em uma visibilidade restrita a um número reduzido de carros.

Assim, a Didi terá de avaliar o custo de instalar os dispositivos em uma parte maior da frota na China, diante da possível receita com propaganda. Não foi revelado pela empresa se testes neste sentido serão realizados também no Brasil, por meio da 99.

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários