Alibaba abre plataforma de e-commerce para vendedores dos EUA

Pequenas e médias empresas dos Estados Unidos poderão vender produtos para outras empresas na China, na Índia, no Canadá e no Brasil

0
shares

A Alibaba, gigante chinesa do e-commerce, está ampliando sua presença nos EUA. A empresa anunciou nesta terça-feira (23) a abertura de seu marketplace B2B, o Alibaba.com, para pequenos e médios vendedores norte-americanos. Agora, PMEs dos EUA poderão vender para outras empresas da China, Índia, Canadá e Brasil.

O anúncio segue a estratégia da Alibaba de globalização. Em junho, a companhia chinesa lançou uma versão em inglês da sua plataforma de e-commerce B2C, o Tmall Global. As novidades posicionam a empresa como uma rival ainda mais direta da Amazon.

“A Alibaba visa capacitar os empresários e ajudá-los a ter sucesso, sob seus próprios termos”, afirma John Caplan, diretor de B2B da América do Norte da empresa. “Com 10 milhões de compradores de empresas ativos em mais de 190 países e regiões, estamos reformulando o comércio B2B fornecendo as ferramentas e os serviços necessários para que as empresas americanas de PMEs concorram e tenham sucesso no mercado global de hoje”.

Entre estes serviços e ferramentas, estão, por exemplo, uma equipe local de atendimento ao consumidor para os vendedores norte-americanos. Além disso, a Alibaba desenvolveu uma interface para criar e gerir lojas virtuais customizadas dentro da plataforma B2B. Nela, já estão integradas soluções de marketing digital e pagamento online.

Atualmente, há um desequilíbrio (que é natural) na proporção entre China e EUA nos negócios da Alibaba. Cerca de 95% dos vendedores são chineses, enquanto quase um terço dos compradores vêm dos EUA. As recentes iniciativas da empresa visam aumentar a presença estrangeira de vendedores na plataforma.

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários