Softbank e montadoras se unem para criar projetos de mobilidade autônoma

Projeto batizado de MONET Technologies tem como foco a criação de novos serviços de mobilidade para o Japão, mas já é exemplo para a criação de projetos que visam solucionar desafios nas áreas pública e privada

0
shares

Em outubro de 2018, a Softbank e a Toyota anunciaram a MONET Technologies, joint venture focada na criação de novos serviços de mobilidade para o Japão. Com a iniciativa, as empresas planejam unir a Plataforma de Serviços de Mobilidade da Toyota e sua infraestrutura de informações, e a Plataforma de Internet das Coisas (IoT) da SoftBank para trazer soluções para as cidades.

A iniciativa foi planejada em duas partes: a primeira delas é a criação de serviços de transporte sob demanda para agências públicas locais e empresas privadas no Japão. A segunda, prevista para 2020, inclui serviços de mobilidade com veículos autônomos — o que as empresas chamaram de Autono-MaaS (autonomous mobility as a service).

"As possibilidades incluem serviços de mobilidade just-in-time focados na demanda, como um veículo de entregas de refeições onde os alimentos são preparados enquanto estão em movimento, ônibus hospitalares onde exames médicos a bordo podem ser realizados, escritórios móveis e muito mais", afirmaram as empresas em um comunicado. O objetivo, futuramente, é expandir a iniciativa no mercado global.

Agora, as companhias anunciaram cinco novas parcerias: Isuzu Motors, Suzuki, Subaru, Daihatsu e Mazda. Cada uma delas investirá 57.10 milhões de yens (cerca de U$ 53 milhões) por 2% de ações da MONET. Segundo Junichi Miyakawa, presidente da joint venture, as empresas não contribuirão apenas com o investimento, mas também com dados. 

“A MONET usará os dados fornecidos por cada empresa e alavancará sua visão e rede da indústria automotiva. Juntamente com nossos parceiros fabricantes de automóveis, trabalharemos para realizar e disseminar serviços inovadores que possam resolver os problemas de mobilidade do Japão e criar novos valores”, disse o executivo. Além das cinco montadoras, a Hino — unidade de fabricação de caminhões da Honda e da Toyota —, possui 10% de participação na joint venture.

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários