Alibaba e Tencent criam fundo de US$ 1,5 bilhão para corridas por aplicativo

A união das duas gigantes chinesas e de montadoras em empreendimento conjunto pode ameaçar o império da Didi Chuxing, que domina o mercado na China

0
shares

A Alibaba e a Tencent, duas das maiores empresas de tecnologia da China, se uniram com montadoras para criar um fundo de US$ 1,5 bilhão e investir em corridas por aplicativo. A iniciativa é uma resposta ao domínio da rival Didi Chuxing, a também chinesa, que domina 90% das corridas nesse mercado.

Entre as montadoras que estão participando do fundo, estão a Chongqing Changan Automobile, FAW e Dongfeng Motor. A Changan afirmou que as montadoras terão a participação de 15% no empreendimento conjunto. A expectativa é de criar uma companhia focada no mesmo serviço, mas com carros elétricos.

Já a maior acionista do fundo não será o Alibaba ou Tencent, mas a varejista Suning.com. As empresas de tecnologia irão dividir sua participação com outros fundos.

Corridas por aplicativo na China

Essa não é a primeira vez que montadoras expressam o desejo de criar um negócio de corridas na China. A BMW lançou o serviço “ReachNow” no país em dezembro do ano passado. Antes disso, a Daimler – dona da Mercedes-Benz – também havia manifestado interesse através de uma parceria com o Geely Group. Como as duas montadoras uniram seus serviços de corrida por aplicativo, hoje a BMW e a Daimler atuam neste mercado.

No entanto, a Didi Chuxing continua a ser o nome dominante no mercado asiático. Ela inclusive começou a olhar para outros continentes, realizando a aquisição da startup brasileira 99 no ano passado.

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários