No primeiro trimestre, 21 startups se tornaram unicórnios na China

João Ortega

Por João Ortega

9 de Maio de 2019 às 18:48 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Este texto foi baseado em informações deste artigo, produzido pelo Technode, um portal de notícias que cobre as áreas de tecnologia, startups e investimentos na China.

O Instituto de Pesquisa Hurun, que também listas dos indivíduos mais ricos da China, publicou nesta terça-feira (7) um estudo sobre unicórnios (startups com pelo menos US$ 1 bilhão em valor de mercado) do primeiro trimestre do ano. De acordo com o relatório, o país asiático teve 21 novos unicórnios no período, praticamente o dobro do mesmo período de 2018.

As duas principais áreas para as startups de sucesso foram inteligência artificial e logística. O estudo destaca a Pony.ai, que desenvolve tecnologias para carros autônomos, como um dos destaques do trimestre.

negócios com a china

O estudo ainda confere a 70 empresas o status de “unicórnios do futuro”, com previsão de alcançar a valuation de US$ 1 bilhão em até três anos. Vale o destaque para os aportes de outras gigantes de tecnologia, como Tencent, Alibaba e Xiaomi, que impactaram diretamente um terço dos unicórnios potenciais.

Hurun calcula que a China atingiu um total de 202 unicórnios. Entretanto, Hur Un, presidente do Instituto de Pesquisa, tem ressalvas diante do ‘boom’ de startups. “Destes unicórnios, acredito que 20% provavelmente vão sucumbir”, prevê. “A maioria dos outros vão tornar-se públicos com sucesso. Não mais que 10% deles vão ser adquiridos”.

As parcerias são fundamentais na era da nova economia, onde mais que nunca o sucesso é fruto da colaboração. A StartSe colabora com parceiros para oferecer conteúdo relevante sobre o que acontece na China. Quer aprender mais sobre a segunda maior economia do mundo? Conheça a Missão China!