Startups contam como é participar do Programa de Aceleração Visa

Conteúdo Patrocinado

Por Conteúdo Patrocinado

28 de fevereiro de 2019 às 17:59 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Estão abertas as inscrições para a edição 2019 do Programa de Aceleração Visa. Na edição 2018, foram 28 startups aceleradas em duas categorias: start e growth. No 1º batch, a startup Celcoin foi uma das selecionadas. A empresa, criada em 2015, permite que microempreendedores ofereçam diversos serviços aos seus clientes, como recargas de celular, pagamento de contas e revenda de chips. Tudo é feito pelo smartphone.

Hoje, a Celcoin, que foi acelerada pela Visa, possui uma rede com 15 mil empreendedores em todos os estados brasileiros e movimenta aproximadamente 1 milhão de transações mensais. “A Visa está conectada com todos os bancos e emissores de cartões. Quando acessamos essa rede temos contato com muita gente”, diz Marcelo França, CEO da Celcoin.

Por meio do Programa de Aceleração, o empreendedor conheceu diversos mentores e teve uma experiência de imersão no Vale do Silício. “Conseguimos realizar reuniões e tivemos contato com investidores e outras startups. Além disso, desenvolvemos parcerias com empresas e com a própria Visa”, conta Marcelo.

Entre elas, está a participação no projeto Cidades do futuro, iniciativa da Visa que busca potencializar benefícios do pagamento eletrônico em todo o Brasil. A startup também passou a emitir cartões pré pagos para seus clientes por meio da BPP, parceira da Visa.

Já no 2º batch, a Neomode foi uma das aceleradas. A startup, criada em 2016, possui uma plataforma de integração entre vendas online e estoque de lojas físicas. Por meio dela, as empresas podem oferecer uma experiência omnichannel para os clientes.

Durante o segundo semestre de 2018, a Neomode também teve contato com executivos da Visa e recebeu mentorias no Vale do Silício e Brasil. “Sabemos o quanto é importante ter um bom parceiro na área transacional. Decidimos nos inscrever no programa porque vimos que a Visa seria uma grande facilitadora”, diz Fabíola Paes, uma das fundadores da startup.

Segundo a empreendedora, a experiência foi essencial para definir as prioridades da empresa e consolidar um plano estratégico. “Ao voltar do Vale do Silício, mudamos toda a nossa tecnologia mobile a partir de uma mentoria que recebemos lá. A aceleração nos trouxe um impacto muito positivo, tanto na melhorias de processo quanto na cultura organizacional”, conta.

A startup também realizou projetos em parceria com a Visa, como um evento com varejistas de diversas empresas para falar sobre tendências e gerar novos negócios. “Conseguimos captar clientes, nos posicionar e ter maturidade no mercado. Inclusive, a aceleração nos levou para uma rodada da série A, onde estamos fechando um investimento”, diz Fabíola.

A empresa busca startups com soluções inovadoras em blockchain, machine learning e inteligência artificial; ou que facilitem a experiência dos usuários (B2B ou B2C) em diversas áreas, como pagamentos, transações, gestão financeira, gestão de vendas e soluções para PDV, automação comercial e CRM. Após o período de inscrições, as startups selecionadas receberão aceleração internacional de duas semanas no Vale do Silício, mentorias com executivos da Visa, consultoria em inovação digital e outros benefícios.

Edição 2019

A edição 2019 do Programa de Aceleração da Visa é focada em startups que já tenham um modelo de negócio testado e escalável. As inscrições para o 1º Batch vão até o dia 18 de março e as empresas classificadas poderão se apresentar em um Pitch Day. As que mais se destacarem serão aceleradas e poderão, futuramente, se tornar fornecedoras da Visa ou dos seus clientes e parceiros.

A empresa busca startups com soluções inovadoras em blockchain, machine learning e inteligência artificial; ou que facilitem a experiência dos usuários (B2B ou B2C) em diversas áreas, como pagamentos, transações, gestão financeira, gestão de vendas e soluções para PDV, automação comercial e CRM. Após o período de inscrições, as startups selecionadas receberão aceleração internacional de duas semanas no Vale do Silício, mentorias com executivos da Visa, consultoria em inovação digital e outros benefícios. Para saber mais, acesse o site!