SLC Agrícola busca startups para automatizar avaliação nutricional do solo

Conteúdo Patrocinado

Por Conteúdo Patrocinado

30 de abril de 2019 às 09:47 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A SLC Agrícola está em busca de startups para transformar, com ajuda da tecnologia, atividades operacionais e corporativas da empresa. Com o programa de conexão Agro Exponencial, em parceria com a consultoria Innoscience, a empresa lançou dez desafios internos voltados para operação e backoffice. “Buscamos startups que estejam alinhadas à nossa estratégia de maximizar a eficiência e ter mais competitividade. Acreditamos que o programa pode acelerar esse processo”, afirma Frederico Logemann, Gerente de Relações com Investidores da SLC.

Em um dos desafios, a companhia busca fazer um sensoriamento para diagnose nutricional on-time. Atualmente, as avaliações das amostragens são feitas manualmente, baseadas na coleta de folhas das lavouras, e envio para análise química em laboratório. A SLC Agrícola procura um método não destrutivo de avaliação, que use ferramentas de sensoriamento ou imagem e que possa ser utilizado de maneira imediata para correções nutricionais.

A companhia também deseja usar tecnologia para realizar um mapeamento nematológico mais eficiente, automatizando a coleta e processamento de dados. Hoje, o processo é realizado de forma morosa e limitada. “Os responsáveis técnicos vão até as lavouras e retiram as amostras diretamente no solo, utilizando ferramentas de forma manual. As amostras são armazenadas e colocadas em caixas de isotérmicas, para conservação dos organismos vivos. Em seguida, elas são enviadas para o laboratório, que analisa e processa o material, emitindo o laudo de análise, quantificando a presença de nematóide ou não. Esse processo é bastante demorado e gera variações nos resultados das análises”, explica Luiz Eduardo Pannuti, Coordenador de Fitossanidade da empresa.

Além do sensoriamento e do mapeamento nematológico, a empresa lançou outros oito desafios: rastreamento de cargas de algodão, gestão do GAP de produtividade agrícola, conciliação fiscal, monitoramento das culturas, análise dos teores de nutrientes no solo, gestão de aplicações de defensivos, identificação de avarias em grãos e de contaminantes no algodão.

Inscrições

Startups de todo Brasil podem se inscrever no Agro Exponencial até o dia 14 de maio. O programa está estruturado em cinco fases: inscrições, pitch day com os sponsors e diretoria, imersão em cada um dos desafios, teste de solução em ambientes da empresa e avaliação dos resultados para possível parceria comercial com a SLC Agrícola. Para saber mais sobre o programa, acesse o site!