Empreendedores criam startup que simplifica e torna mais barato o processo de compra de imóveis

Conteúdo Patrocinado

Por Conteúdo Patrocinado

7 de julho de 2020 às 16:49 - Atualizado há 9 meses

Logo Novo Curso

Transmissão exclusiva: Dia 08 de Março, às 21h

Descubra os elementos secretos que empresas de sucesso estão usando para se libertar do antigo modelo de Gestão Feudal de Negócios.

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Lançada em março deste ano por Renildes Snak e Luis Henrique Stedile, a Nethomes usa a tecnologia para inovar no setor imobiliário. Por meio de uma plataforma, a startup liga os clientes diretamente às construtoras, reduzindo 70% do valor da comissão dos corretores e oferecendo preços mais baratos. O objetivo é democratizar o acesso às melhores negociações.

Na prática, os clientes buscam e conhecem os imóveis em uma plataforma 100% digital, interagindo e fazendo propostas diretamente com os vendedores, oque inclusive qualifica o processo eliminando os habituais ruídos. Nesse processo, a startup devolve para o comprador a maior parte da comissão. As construtoras interessadas em vender um imóvel podem inserir fotos, tours virtuais, vídeos, tabelas e outros materiais diretamente no site.

A empresa ainda atua com um modelo de afiliados, onde qualquer pessoa pode indicar a plataforma, gerando um link próprio para disparar para seu networking. “Entendemos que um novo modelo de vendas requer um conceito totalmente novo, e trabalhar a rede pessoal numa cadeia do bem, ao invés do foco somente em corretores que por vezes conhecem menos dos imóveis que os próprios compradores, é um novo caminho”, ressalta Renildes.

Atualmente, a Nethomes atua no Rio grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Paraná e Rio de Janeiro. Até o final de agosto, planeja chegar a Flórida, nos Estados Unidos. Com a pandemia causada pelo novo coronavírus, os fundadores esperam um crescimento da empresa já que o processo pode ser  totalmente digital, e ao crescimento da demanda por mais espaço e qualidade dos imóveis residenciais, neste cenário onde as pessoas acabam ficando mais tempo dentro de casa.