Comércio Conversacional: uma realidade para o mercado

Conteúdo Patrocinado

Por Conteúdo Patrocinado

19 de agosto de 2020 às 15:23 - Atualizado há 4 meses

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Os hábitos dos clientes mudaram. As mídias offline já não dão mais conta das novas necessidades exigidas pelo mercado. O avanço e democratização exponencial da tecnologia fez com que um novo comércio conversacional tornasse necessário.

Dessa forma, esse comércio (também denominado ConvComm) vem conquistando seu espaço no mercado, oferecendo a possibilidade de um contato automatizado e, ao mesmo tempo, personalizado. E o melhor: pode impactar diretamente nas vendas das empresas!

Afinal, uma simples página de site já não é mais o suficiente para atrair a atenção dos consumidores. É necessário ter um aplicativo, redes sociais ativas e um meio para que a comunicação seja efetiva e ágil — os chatbots aparecem como destaque aqui.

Essa tendência já está se tornando uma realidade em todo o mundo, inclusive no Brasil.

A seguir, entenda o que é o comércio conversacional e como ele pode ser um diferencial para o seu negócio.

Como o comércio conversacional pode ser definido?

De forma direta, o comércio conversacional pode ser entendido como a união de empresas com os aplicativos de mensagens. O resultado dessa junção tende a facilitar e engajar os clientes.

O grande diferencial é: ao invés de criar novos apps de mensagem, as empresas utilizam aqueles que os seus clientes já são fiéis. Quando fazemos um recorte para o nosso país, destacamos o WhatsApp, Messenger, Viber e Telegram. Ou seja, não é preciso instalar mais uma aplicação no smartphone.

Como citado anteriormente, os chatbots são grandes aliados para o comércio conversacional. Para contextualizar, esse software consegue conversar de uma maneira natural com diversos indivíduos, atendendo suas necessidades de forma rápida e assertiva.

Ao apostar nos chatbots para realizar um comércio conversacional, as empresas agregam diversas vantagens, como:

  • atendimento 24h, 7 dias por semana;
  • redução do tempo de espera para atendimento e suporte;
  • solução eficiente de casos de suporte;
  • engajamento do público.

Quais são as verdadeiras vantagens do ConvComm?

As empresas precisam estar atentas à aplicação imediata do comércio conversacional na sua estratégia de Marketing. 

De acordo com números do IBGE, mais de 116 milhões de brasileiros possuem acesso à internet. Dentro desse número, existem 230 milhões de smartphones em uso no Brasil — o que supera o número da população, com atuais 209,3 milhões.

Os dados acima comprovam que a tela do celular já virou o lugar ideal para fecharmos qualquer negócio, independente do seu porte. O comércio conversacional, então, além de atuar no aumento das vendas, melhora a reputação das marcas.

Confira abaixo mais 3 vantagens de adotá-lo:

1. Mais um canal de interação com os clientes

As pessoas interagem cada vez mais por meio dos aplicativos de mensagem. As empresas que conseguem utilizar esse canal para oferecer seus serviços, estão um passo à frente na conquista de novas vendas e na fidelização dos clientes.

2. Comunicação mais fluida

A comunicação é mais fluida, já que os consumidores não precisam sair dos aplicativos que estão habituados a utilizar para se comunicar com as empresas — tudo é feito no mesmo canal, facilitando a vida do usuário.

3. Mais agilidade

Além disso, o contato também é muito mais rápido, oferecendo praticidade ao usuário e proporcionando a ele uma experiência única com a sua marca.

Como aplicar o comércio conversacional na sua empresa?

Para adotar o comércio conversacional, é fundamental contar com a ajuda de empresas especializadas nessa tecnologia. A partir disso você deverá definir quais canais serão utilizados e o tipo de chatbot.

A Take já é a referência nº1 no Brasil quando falamos de chatbots e Contato Inteligente: a automatização dos chatbots + atendimento humano.

Com mais de 20 anos de história, a empresa mineira tem know-how para criar soluções de comunicação automatizadas para empresas de variados setores. Faça agora mesmo uma demonstração e veja o seu negócio passar por uma transformação digital!