CONVITE PARA LEITORES STARTSE 

O que um empresário chinês falou para um empresário brasileiro e que mudou para sempre o jeito brasileiro de fazer negócios?  

E também nosso TREINAMENTO COMPLETO Motor do Crescimento Platinum (DE GRAÇA):

QUE VOCÊ PODE APRENDER

A primeira Escola Internacional de Negócios criada especialmente para preparar líderes para um mundo em constante disrupção. Possui Hubs Internacionais de Conhecimento localizados no Vale do Silício, Miami, China, Portugal, Israel, Estônia e São Paulo,
onde o aprendizado acontece diretamente com os experts que estão vivendo
nas mais avançadas fronteiras da transformação dos mercados.

Copyright © StartSe 2024

Desconsidere qualquer barreira de idioma.
O que você perguntaria hoje a um empresário chinês do mesmo nível que você?

Qual seria o seu papo com alguém que faz a gestão de um ou mais negócios do mesmo mercado que o seu só que lá na China?
 
O que eu quero abrir aqui, hoje, com você, é uma fonte de insights valiosos que podem transformar a maneira como encaramos os negócios aqui no Brasil.

Porque independente do sistema político, da culinária ou da cultura, que fazem Brasil e China serem absolutamente diferentes, é lá da China que está surgindo o maior tsunami de gestão, inovação e tecnologia.

E o que vira tendência lá, impacta o mundo todo. Dos Estados Unidos à Europa e do Brasil à Austrália.

Se o século 21 foi da China, o papo agora é sobre o século 22.

COM EMPRESÁRIOS

CHINESES

4 LIÇÕES DE NEGÓCIO

Primeira lição:
Entendendo a visão chinesa dos negócios.

É neste momento que o empresário chinês diria ao brasileiro:

pense em “Ecossistemas ao invés de setores”.

Na China, as gigantes como Alibaba e Tencent não se limitam a um único setor.

Elas criaram verdadeiros ecossistemas, integrando e conectando indústrias diversas.

Enquanto no Brasil, a sua empresa provavelmente está enquadrada em um nicho de mercado e vendendo para o mesmo público há anos, na China não é surpresa se um grupo de comunicação de massa, como uma rede social, passar a ofertar seguros de saúde, por exemplo.

Imagine a sinergia de oferecer seguros de saúde através de uma plataforma de entretenimento.

Pense na base de usuários altamente ativos e engajados que uma empresa desse tipo tem.

Essa abordagem revolucionária é um convite à inovação e à quebra de barreiras que limitam o crescimento.

Primeira lição:
Entendendo a visão chinesa dos negócios.

É neste momento que o empresário chinês diria ao brasileiro:

Pense em “Ecossistemas ao invés de setores”.

Na China, as gigantes como Alibaba e Tencent não se limitam a um único setor.

Elas criaram verdadeiros ecossistemas, integrando e conectando indústrias diversas.

Enquanto no Brasil, a sua empresa provavelmente está enquadrada em um nicho de mercado e vendendo para o mesmo público há anos, na China não é surpresa se um grupo de comunicação de massa, como uma rede social, passar a ofertar seguros de saúde, por exemplo.

Imagine a sinergia de oferecer seguros de saúde através de uma plataforma de entretenimento.

Pense na base de usuários altamente ativos e engajados que uma empresa desse tipo tem.

Essa abordagem revolucionária é um convite à inovação e à quebra de barreiras que limitam o crescimento.

Segunda lição:
Para o sucesso sustentável, todo o território importa.

Aqui o empresário chinês diria ao brasileiro:

“Abra o seu negócio no interior. Valide a sua proposta em uma pequena cidade, ou no seu bairro”.

Enquanto muitas empresas brasileiras focam nas grandes capitais, as chinesas começam em cidades menores, onde a competição é menor.

Isso não apenas constrói uma base sólida, mas também prepara o terreno para conquistas maiores.

Pergunte a si mesmo: onde estão os mercados inexplorados que podem ser a chave para o seu crescimento?

O seu negócio está verdadeiramente preparado para um mar de tubarões como a cidade de São Paulo ou qualquer outra grande capital?

Você quer concorrer com o grande player?

Terceira lição:
Não basta criar. É preciso escalar.

Se você pegar como exemplo: o Vale do Silício tem um papel fundamental nas inovações globais.

Foi lá que surgiram os produtos mais disruptivos dos últimos tempos.

Mas é a China que se destaca em escala.

Os carros elétricos da BYD superam a popularidade da Tesla, e a inteligência artificial generativa está presente em todos os setores.

Esse é o recado do empresário chinês:

É hora de pensar grande e escalar suas ideias para impactar em larga escala.

Quarta lição:
Qualquer inovação tecnológica precisa ter uma razão social de ser.

A inovação não pode agradar só o empresário. Ela precisa impactar a vida das pessoas.

Direta ou indiretamente.

Na China, a tecnologia é pensada culturalmente para melhorar a vida das pessoas.

 
Você lembra da guerra que aconteceu no Brasil quando surgiram os aplicativos de corrida, como Uber e 99?

Os taxistas não aceitavam.

Aquele início da Uber no Brasil foi marcado por violência entre taxistas e motoristas.

Já na China, os taxistas passaram longe de resistir à mudança.

Eles abraçaram os aplicativos de corrida, a inovação.

Entenderam que aquilo era, de fato, uma MELHORIA de serviço que impactaria em grande escala a população. E a eles mesmos.

Olha que gigantesca lição de adaptabilidade nós temos da China.

Que coloca o benefício da população no centro das inovações.

Se você, empresário brasileiro ou empresária brasileira, chegou até aqui, certamente conseguiu se conectar com quatro das maiores lições de economia, gestão e negócios do mercado chinês.

Como você, liderança brasileira, pode aplicar essas lições em seus negócios?

A StartSe criou a Imersão China e sistematicamente acompanha e conecta grupos fechados de líderes brasileiros ao mercado chinês.

Grupos fechados de líderes que voltam da China sabendo quais são os próximos capítulos da economia global e com conexões valiosas com os agentes da inovação na China.

Esse papo rico de aprendizado entre um empresário chinês e um empresário brasileiro pode acontecer in loco, com você.

Com a vantagem de que você poderá perguntar aquilo que quiser.

E aprender, entender e absorver com os seus próprios olhos as inúmeras lições de negócio que a China dá ao mundo.

Se você quer buscar o protagonismo nos negócios, precisa se conectar aos players que estão ditando as novas regras do jogo.

E a China certamente é o lugar certo para você absorver esse raro e restrito conhecimento.

INSCREVA-SE AQUI

Se você quer aprender na prática essas lições, inscreva-se agora para China Xperience. Temos apenas mais algumas vagas disponíveis para as turmas do 1˚ Semestre de 2024. 

INSCREVA-SE AQUI
Vale do Silício 2024 | StartSe Univeristy