Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Diagnóstico de Carreira

NOVO

Se você quer saber como está seu desempenho diante de temas como cultura organizacional, liderança, ESG o diagnóstico é para você!

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


A próxima jogada da tenista Serena Williams

Esportista levanta US$111 milhões para investir em startups. Entenda o que a motivou e os diferenciais do seu fundo de Venture Capital.

A próxima jogada da tenista Serena Williams

serena-williams-investe-111-mi-em-startups (Foto: GettyImages).

, Head de Conteúdo na Captable

6 min

16 mar 2022

Atualizado: 11 jan 2023

Por Juliana Irala, da CapTable Brasil.

A multicampeã de tênis, Serena Williams, está de olho na quadra a frente – ou melhor, no futuro.

No início deste mês, a atleta anunciou um fundo inaugural de US$111 milhões para investir em startups através do seu fundo Venture Capital, Serena Ventures. Fundada em 2014, a Serena Ventures já é um investidor-anjo, com aportes em rodadas pré-seed e seed, de mais de 60 empresas, incluindo 13 unicórnios e seis saídas.

Além da atleta, o fundo também conta com Alison Rapaport Stillman, que já passou por J.P Morgan e Wasserman Media Group, como sócia. Para mais, a Serena Ventures tem parcerias com as empresas de investimentos Norwest Venture Partners, Capital G, Kapor Foundation e LionTree. 

O primeiro aporte com o fundo inaugural foi para a Calico, startup canadense que utiliza inteligência artificial para o gerenciamento de cadeia de suprimentos, no valor de US$2,1 milhões. Com isso, a Calico entra para um portfólio de empresas como a Esusu Financial, que ajuda no controle e construção de crédito; a Foody, plataforma para compra e venda de receitas caseiras; e a Noom, de nutrição e mentoria de exercícios físicos. 

O QUE MOTIVOU A CRIAÇÃO DO FUNDO?

A ideia para criar a Serena Ventures veio de uma conversa entre Serena e Caryn Seidman-Becker, CEO da empresa de segurança Clear. Durante uma participação em um evento, Caryn comentou que menos de 2% dos aportes vão para mulheres.

“Eu fui até ela depois e disse: ‘fale mais a respeito desses 2%, acho que talvez você tenha se equivocado’”, lembra Serena. “E ela respondeu: ‘não, é verdade’, e eu literalmente não podia aceitar o fato de 98% de todo aquele dinheiro do qual falávamos, bilhões de dólares, irem para um tipo de pessoa”. 

Ainda que não seja uma exigência que os empreendedores façam parte de minorias com pouca representatividade, cerca de três quartos daqueles presentes no portfólio da Serena Ventures são negros ou mulheres.

POR QUE IMPORTA?

O mercado de venture capital, até então, sempre foi um espaço predominantemente masculino. Ter um nome como Serena, uma das maiores atletas de todos os tempos, investindo em startups é uma referência para que mais mulheres façam o mesmo.

E para fomentar o crescimento da participação feminina no ecossistema de inovação, uma das ações é a educação. No Brasil, a CapTable, maior hub de investimentos em startups do país, já organizou diversos eventos focados em orientar mulheres sobre esse mercado, sendo o principal o Invest Nelas, evento realizado trimestralmente.

Em sua quarta edição, o Invest Nelas 4 promove o “Painel com VCs: tudo o que você precisa saber sobre Venture Capital com 3 especialistas no assunto”, que acontecerá no dia 5 de abril, às 19h. O evento é gratuito e será transmitido via YouTube. Para garantir a sua vaga, basta clicar aqui.

No painel, estarão Carol Paiffer, CEO e Diretora da área de investimentos da Atom, jurada do Shark Tank Brasil e sócia de mais de 10 empresas; Alied Monica, cofundadora do Elas&VC, especialista em investimento de impacto; e Larissa Quaresma, analista de Investimentos da Empiricus, com experiência no equity research da Núcleo Capital e no investment banking do Credit Suisse.

Quer saber antes sobre startups inovadoras e ter a chance de ser sócio desses negócios com crescimento acelerado? Conheça a CapTable, hub de investimento em startups da StartSe. Para ficar sabendo em primeira mão de novas oportunidades e entrar na Nova Economia em 2022, participe do grupo exclusivo do Telegram para avisos de novas captações! Se você quer captar conosco, saiba mais e se inscreva no nosso processo de seleção.


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Victor Marques é Head de Conteúdo na Captable, maior hub de investimentos em startups do Brasil, que conecta seus mais de 7000 investidores a empreendedores com negócios inovadores. Escreve há mais de dois anos sobre inovação. Formado em Letras e Mestre em Linguística pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo