Sobre NósPara Você
Para EmpresasConteúdos
Eventos
Game Changers

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Eventos

Jornadas de conhecimento fomentando o aprendizado dinâmico e inovador em diversos formatos e intensidades

Ver todos

Ainda não temos eventos programados. Mas estamos preparando encontros repletos de inovação para você!

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Artigos
Inovação

Por que a Gerdau criou uma startup dentro da própria empresa?

Depois de comprar, fundir e incorporar startups, uma nova tendência começa a ser criada: a criação de startups dentro das empresas. Entenda o movimento iniciado pela Gerdau.

Por que a Gerdau criou uma startup dentro da própria empresa?

6 min

22 nov 2022

Atualizado: 22 nov 2022

Milhares de funcionários, operações robustas, receitas milionárias. Grandes empresas estão acostumadas com essa realidade, mas, na hora de criar novas verticais, sofrem com a morosidade e burocracia dos processos. 

Para contornar essa realidade – e em busca de acelerar e encurtar caminhos para o desenvolvimento de novas áreas/produtos dentro da empresa –, muitas empresas optam por adquirir, contratar ou se fundir com startups.

Agora, a Gerdau resolveu inovar. Em vez de comprar uma startup que já está pronta, a empresa criou uma startup do zero dentro de casa. Vários passos além na inovação in-company. 

A protagonista do movimento foi a Gerdau Next, o braço de inovação da siderúrgica, que desenvolveu a startup de logística para automatizar a contratação de transportadores por grandes empresas. A solução busca resolver um gargalo frequente de ineficiência na cadeia de suprimentos.

A VECTOR CLUSTER INDUSTRIAL

Desse problema, nasceu a Vector Cluster Industrial, uma parceria com a Vector – que já oferecia uma solução similar para o agronegócio. A parceria aconteceu na forma de uma joint venture entre a Bünge e a Target (uma fornecedora de soluções de logística). No entanto, a Gerdau deterá 100% das ações da nova companhia e a Vector receberá pela tecnologia e parte da receita em alguns serviços.

O grande diferencial da Vector Cluster Industrial é permitir a visibilidade de todo o fluxo de entrega de produtos. Entregas essas geradas ao conectar grandes indústrias e caminhoneiros independentes – à exemplo do que a Frete.com já realiza. 

Ao conectar as duas pontas, a startup poderá entregar visualização em tempo real dos transportes de um determinado pedido, possibilitando acompanhar cada entrega até totalizar o volume comprado. Sem essa integração, cria-se um atrito com caminhoneiros, que recebem pedidos de frete desatualizados ou inexistentes, o que prejudica a eficiência das operações da indústria e dos serviços de frete.

Outro fator importante para evitar atrasos é certificar-se de que o caminhoneiro que aceitou a carga tem, de fato, capacidade para carregá-la – isso também é resolvido pelos sistemas da Vector.

Essa é a terceira logtech desenvolvida pela Gerdau Next, que já é dona da G2L, operadora logística com uma frota de caminhões e da Addiante, de locação de veículos e equipamentos pesados (essa, uma sociedade com a Randon).

Garanta sua vaga no Startup Investor Club e ganhe R$ 1.000 para investir em startups.

POR QUE IMPORTA?

A Vector Cluster Industrial deve começar atendendo apenas às necessidades da Gerdau, mas deve ganhar independência e trazer novos clientes, assim que obtiver autorização de agências reguladoras. Só a Gerdau deve transportar 8 milhões de toneladas ao ano, começando em 2023, através da logtech.

O plano é adicionar serviços financeiros para caminhoneiros e começar a atender clientes de quatro segmentos: siderurgia, mineração, cimento, papel e celulose – setores com características similares e problemas em comum com os resolvidos para a Gerdau

A forma mais prática para começar a investir em startups é através da Captable, plataforma de investimento em startups da StartSe: com R$ 1000 é possível começar. Se quer ficar sabendo em primeira mão de novas oportunidades e entrar na Nova Economia em 2022, participe do grupo exclusivo do Telegram para avisos de novas captações. Se você quer captar conosco, saiba mais e se inscreva no nosso processo de seleção.


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

A maior plataforma de investimento em startups do Brasil. Veja mais em captable.com.br.

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo