Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Netflix dos carros: a chegada dos veículos sob demanda

Séries e filmes sob demanda se tornaram comuns. Será a hora dos carros por assinatura?

Netflix dos carros: a chegada dos veículos sob demanda

, Redator

5 min

15 fev 2021

Atualizado: 24 jan 2023

Por muito tempo, “comprar” foi o verbo mais utilizado ao falar sobre carros. Mas o cenário mudou. A cada dia surgem novas opções: corridas avulsas por aplicativo, aluguel de veículos por horas ou semanas e até utilizar um carro por assinatura. Sim, existe o equivalente a um Netflix, mas de carros.

Entre as empresas que oferecem o serviço, estão montadoras como a Renault, Fiat e Toyota. A locadora de veículos Unidas e a seguradora Porto Seguro também possuem soluções específicas. O mercado está se adaptando às necessidades dos clientes, mesmo que, para isso, seja necessário se reinventar e mudar uma lógica estabelecida até hoje. 

Os carros por assinatura são atrativos para quem busca conveniência. A maioria das opções garante um preço fixo, já com a documentação, manutenção e seguro inclusos. O valor varia de acordo com o modelo do veículo escolhido e a quilometragem “contratada” para utilização — os planos iniciais giram em cerca de R$ 800.

 

Entenda como funcionam os carros por assinatura:

Thumbnail do vídeo

“As a Service” - como um serviço

O “carro como um serviço” (ou “car as a service”)  é uma mentalidade que afeta diretamente os negócios. Não é por acaso que montadoras como a Renault e Fiat já oferecem suas soluções no segmento. A expectativa é que outros players do setor passem a oferecer soluções semelhantes, pois a utilização sob demanda ao invés da posse é uma tendência que vai além do setor automobilístico.

Os caríssimos servidores antes utilizados por empresas foram muito bem substituídos pelos serviços de computação em nuvem, por exemplo. Neste segmento, o negócio é chamado de “Infraestrutura como um serviço” (ou infrastructure as a service). A adoção de bens de consumo por assinatura nos mostra como a transformação digital vai além do B2B e já está mudando a rotina das pessoas. Agora, a pergunta que fica é: qual será o próximo setor impactado?


Assuntos relacionados

Imagem de perfil do redator

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo