Sobre Nós
Para Você

NOVO

Para Empresas
Conteúdos
Eventos
Game Changers
Tools
NOVO

Para Você

Avance na carreira e renove seus conhecimentos na mesma velocidade que o mundo muda: na do AGORA

Ver todos

Cursos

Certificações internacionais inovadoras que trazem o que há de mais atual em gestão para um mundo em transformação

Imersões

Imersões executivas presenciais nos mais avançados polos de inovação e empreendedorismo do mundo

Tools

NOVO

As ferramentas de inteligência artificial desenhadas para o seu negócio

Conteúdos

Conteúdo diário sobre inovação, empreendedorismo e os temas mais relevantes do AGORA para que você não perca nada


Cashless Economy: o que é e como está impactando a economia

Pix, carteira digital, cartão de crédito e débito são algumas das ações já estabelecidas por essa nova economia digitalizada

Cashless Economy: o que é e como está impactando a economia

Homem pagando com celular (foto: Getty)

Um oferecimento

Por Daniel Navas

A digitalização da economia não para de mudar a nossa realidade. Mas ela nem é tão nova. A chamada Cashless Economy começou, na verdade, lá atrás, com o surgimento do boleto bancário. 

Afinal de contas, o pagamento com o uso do dinheiro vivo passou a ser substituído pelo código de barras. E nunca mais parou de evoluir. E é exatamente essa a premissa da Cashless Economy. 

“Basicamente, e de uma maneira muito simplista, esse movimento significa a gente deixar de ter a circulação de dinheiro em papel moeda para usar o dinheiro digital”, explica Alessandro Raposo, head de produtos da Zoop, fintech de pagamentos e serviços financeiros

DO BOLETO PARA O PIX

Pagamento com PIX (foto: montagem/Getty)

Diante disso, podemos afirmar que a Cashless Economy está entre diversos produtos que a gente já vem utilizando há anos. Como é o caso dos cartões de crédito e débito, por exemplo. 

Assim como o e-commerce, carnê eletrônico e, mais atualmente, o Pix, que vem fazendo um enorme sucesso no Brasil. Tanto que de acordo com um levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), juntamente com o Sebrae, cerca de 70% dos brasileiros entrevistados utilizam o Pix para realizar algum tipo de transação financeira. 

A razão para tantas pessoas terem aderido ao pagamento instantâneo criado pelo Banco Central? Justamente a rapidez na transação. 

Tanto que em torno de 62% dos entrevistados responderam que usam o Pix pelo fato do valor ser transferido na hora. E tem mais: 

  • 57% indicaram a rapidez e praticidade do sistema.
  • 42% falaram sobre a gratuidade de taxas e tarifas.

Aliás, os principais atributos mencionados pelos entrevistados têm total relação com a Cashless Economy. “O que o sistema digital faz é que tudo seja realizado com simplicidade, segurança e velocidade”, diz Raposo. 

PAGAMENTO DIGITAL

WhatsApp Pay (Divulgação: WhatsApp Pay)

Dessa forma, dá para perceber que esse é um conceito que está, cada vez mais, em voga entre os brasileiros. Afinal de contas, de acordo com uma pesquisa realizada pela Mastercard, 86% dos entrevistados afirmaram ter utilizado pelo menos um meio de pagamento nos últimos 12 meses.

Além disso, cerca de 94% disseram que, provavelmente, usarão um método de pagamento digital no próximo ano. 

CASHLESS ECONOMY E OS BENEFÍCIOS PARA OS NEGÓCIOS

Se por um lado a economia digital traz conveniência, velocidade e segurança para o cliente poder consumir a hora que quiser, também existem, claro, benfeitorias para os empresários. 

“É um cenário muito mais bacana, interessante para gerar negócios, criar novas formas de comercialização que culminam, no final do dia, com maiores vendas. E isso gera maior desenvolvimento econômico de um país”, aponta o head de produtos. 

E O QUE O FUTURO NOS RESERVA?

Amazon One, sistema de pagamentos do a palma da mão (foto: Amazon)ac

Para Raposo, o próximo passo que, inclusive, irá acelerar o processo da Cashless Economy são as moedas digitais. 

“Atualmente, a gente já ouve aqui no Brasil sobre o real digital. Esse tipo de transição é muito natural de acontecer. E estamos com um ambiente muito favorável, porque, como já temos uma estrada mais pavimentada, e o Pix ajuda nisso, colocar novos carros fica muito mais fácil”, afirma. 

Ainda segundo o head de produtos, o Real digital será um divisor de águas para o consumidor entender que não precisa mais pagar com papel e sim com a moeda eletrônica

“E tudo isso, no final do dia, se traduz em inclusão financeira e também digital. Afinal de contas, uma coisa está ligada a outra. A pandemia ajudou bastante nesses dois quesitos. Acelerou esse processo e temos todos os elementos na mesa muito bem postos para, em breve, ver essa adoção sendo maior do que o uso do dinheiro em papel”, acredita.


Assuntos relacionados

Abra sua cabeça para as novas oportunidades!

Cadastra-se e receba diariamente o resumo do que importa com a análise do time StartSe!

Leia o próximo artigo